Como devemos prevenir a diabetes

Manter um peso adequado, actividade física e uma alimentação equilibrada é fundamental para prevenir uma doença temível chamada diabetes tipo 2.

Na verdade, combater a obesidade continua a ser a melhor maneira para prevenir esta doença e mesmo para melhorar o nível de saúde e de vida de quem já sofre de diabetes. Neste caso, o equilíbrio alimentar e a prática de exercício moderado são mesmo fundamentais para aumentar a esperança de vida e a saúde destes doentes.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) calcula-se que 9% da população mundial sofre de diabetes e estima-se que dentro de vinte anos esta doença seja a sétima causa de morte no mundo. A Federação Internacional da Diabetes refere que cerca de 400 milhões de adultos padecem de diabetes.

Esta doença é caracterizada por um disfunção crónica que decorre da deficiência de produção de insulina ou pela resistência à acção da insulina, que equilibra os níveis de açúcar no sangue. A diabetes pode ser causada por factores genéticos ou por causa de maus hábitos de vida, precisamente a obesidade, o sedentarismo e até o stresse.

Combater a obesidade, manter um bom equilíbrio alimentar e ser activo pode reduzir em cerca de 60% o risco de desenvolver diabetes.

Dicas para quando dói a cabeça

Quando as dores de cabeça surgem é importante estar atento aos sintomas que as caracterizam. Manter um registo em que se anota a sua localização, intensidade, duração, altura do dia em que surgem, sintomas associados e possíveis causas, pode ajudar o médico ou farmacêutico quanto ao tratamento a seguir.
Perceber a causa das dores de cabeça é fundamental pois, ao identificar o problema, o tratamento torna-se mais eficaz.

Os analgésicos e anti-inflamatórios são, na maior parte das situações, a primeira opção de tratamento da dor de cabeça. Devem ser tomados aos primeiros sinais. No entanto, para situações mais particulares, em que este tratamento não seja eficaz, existem medicamentos específicos, alguns dos quais são utilizados para prevenir crises.

As dores de cabeça são muito comuns e uma das principais razões que levam as pessoas a automedicar-se. É necessário ter alguma precaução, pois embora os analgésicos aliviem a dor, não devem ser utilizados por sistema e sem aconselhamento de um profissional de saúde. O seu uso excessivo e prolongado pode dar origem às chamadas cefaleias por abuso de medicação: a dor surge quando o efeito do último comprimido começa a desaparecer, obrigando a nova toma.

Impõe-se uma consulta médica imediata quando, além da dor de cabeça, surge pelo menos um dos seguintes sintomas:

– febre elevada

– rigidez do pescoço

– perda de visão, tonturas

– convulsões

– falta de forças

– dor que se arrasta por vários dias, é resistente aos medicamentos ou que se agrava com o tempo.

Vinho do Porto - Beneficia a sua saúde cardiovascular

Beneficia a sua saúde cardiovascular e diz-se que tem propriedades anti-cancerígenas. 

Benefícios na saúde

Resumidamente, o vinho tinto contem antioxidantes que protegem os vasos sanguíneos do coração. Foi provado que o resveratrol que está presente nas graínhas e casca das uvas ajuda a prevenir as doenças cardiovasculares, e tem sido demonstrado que reduz igualmente os niveís de colesterol. O Resveratrol também tem sido apontado como possuídor de propriedades anticangerígenas.

Andar no Inverno - Bom para o corpo e para a alma

Andar faz bem às articulações, ao coração e ao bem-estar emocional e mental.
Neste Inverno, melhore a sua saúde exercitando-se. Andar faz-lhe bem. Faz bem ao seu coração, às suas articulações e ao seu humor. As temperaturas de Inverno não costumam ser tão geladas que não consiga manter o seu estilo de vida. A chuva poderá ser uma das razões para ficar dentro de portas, mas como diz um antigo ditado escandinavo "não existe mau tempo, apenas roupa errada".

Pé chato - dúvidas mais comuns

O pé chato é uma condição que pode alterar o nosso equilibrio e causar problemas posturais. Conheça algumas das dúvidas mais frequentes.

O pé plano, ou mais vulgarmente conhecido por pé chato, é uma condição que afecta um em cada cinco pessoas, isto para os países desenvolvidos.

Das principais causas está o excesso de peso e o uso de calçado desajustado na infância.

O pé chato é uma deformação de um ou dos dois pé, e é caracterizado pela redução ou desaparecimento do arco natural da sola do pé.

Em consequência desta alteração, a carga exercida pelo peso corporal é redistribuído, dando a origem a problemas posturais.

No caso de sofrer desta condição, tanto o jogging, como as simples caminhadas, realizadas com calçado inapropriado, podem provocar hiperpronação do pé fazendo com que o eixo do tornozelo vire para dentro.

Um dos sinais visíveis é o desgaste mais rápido da parte externa da sola.

Como os níveis de deformação diferem de pé para pé, o desalinhamento dos tornozelos leva a alterações no nosso esqueleto, resultando em más posturas. Existe no entanto calçado adaptado que evita essas situações

Posso calçar sapato com sola rasa?

As pessoas que sofrem de pé chato não devem usar sapatos baixos de sola rasa, optando por calçado que garantam um suporte e apoio extra para o pé.

Os sapatos devem estar sempre bem apertados, para não deixar o pé à vontade, ‘oscilando” para os lados

Palmilhas ortopédicas são solução?

As palmilhas ortopédicas podem ser uma opção viável caso necessite de usar sapatos com sola rasa, garantindo um suporte adicional para o seu pé.

É importante não esquecer que a palmilha rouba sempre um pouco de espaço ao calçado, tornando o sapato mais estreito.

Posso correr com pé chato?

Sim pode. No entanto requer claramente o uso de calçado especial para a prática da corrida.

Além disso, deve ser um calçado que apoia o arco do pé sem, no entanto, criar amortização excessiva,

Existem alguns exercícios para resolver o pé chato?

Infelizmente, não há nenhum exercício especial capaz de resolver o problema do pé chato. Existem sim, exercícios que conseguem reduzir os sintomas da dor, caso as tenha, melhorando a resistência do pé, que é especialmente importante os corredores e para as pessoas que trabalham de pé.

Os exercícios para as pessoas com pé chato, pressupõem a combinação de caminhada e corrida com os pés descalços na areia, andar em ponta dos pés, caminhar na borda exterior e interior da planta (alternadamente), assim como o desenvolvimento da mobilidade dos dedos dos pés de várias formas.

Intervenção cirúrgica é uma solução?

As cirurgias tradicionais para corrigir o pé chato são bastante complexas e apenas recomendada em casos extremos.

No entanto, nos últimos anos, os Estados Unidos vão já realizando operações de última geração, que requerem apenas algumas semanas.

7 Dicas para fazer frente às insónias

Se dá consigo a acordar a meio da noite e a dar voltas na cama porque está com dificuldades em adormecer, temos a solução para si. O site The Glow conversou com a psicóloga Dorothy Bruck e reuniu sete dicas que o/a vão ajudar a dormir melhor.

1. Deixe as preocupações fora do quarto
Segundo a especialista, esta não é a altura ideal para começarmos a divagar sobre os nossos problemas e angústias pessoais, devendo contrariar, ao máximo, esses pensamentos durante as horas que estão reservadas para descansar. Devemos guardar algum tempo do nosso dia para nos debruçarmos sobre aquilo que nos preocupa. “Uma forma simples de fazer isto é pegar num pedaço de papel e fazer duas colunas, uma onde apontamos as nossas preocupações e outra onde escrevemos as possíveis soluções. Assim quando estiver deitado/a na cama durante a noite e essas preocupações começarem a surgir deve pensar ‘Bem, não é altura para pensar nelas’”, revela.

2. Imagine vários cenários

“Algumas pessoas gostam de planear as suas férias ou imaginar um dos seus sítios preferidos”, diz Bruck sobre uma das possíveis soluções. Outra dica passa por imaginar como seria voltar aos tempos da escola primária: visualizar como seria passar por essa experiência novamente pode ajudar a relaxar. “Isto faz com que o nosso sistema visual esteja a funcionar e distraia a nossa mente”,revela.

3. Respirar de forma calma

A respiração pode ser fundamental na recuperação da vontade de dormir. “Comece por respirar mais lentamente e faça 10 respirações. Ao contar cada uma delas, visualize os números na sua cabeça e atribua-lhes uma cor diferente. Desta forma estamos a usar o nosso sistema visual para imaginarmos uma cor, a abrandar a nossa respiração e simultaneamente a distrair a nossa mente ao contar até 10.” Devemos fazer várias repetições até ficarmos menos stressados e recuperarmos a vontade de dormir.

4. Relaxe os músculos
“Comece por contrair os músculos dos pés durante sete segundos e depois relaxe. Faça o mesmo para os membros superiores, como é o caso dos joelhos e braços.” Esta técnica de contração e relaxamento deve ser combinada com uma respiração mais lenta e controlada.

5. Não se fixe nas horas
O relógio pode ser nosso inimigo quando estamos com insónias ou dificuldades em voltar a adormecer. Segundo a especialista não devemos pensar se nos esquecemos de pôr o despertador ou há quanto tempo estamos acordados. “Aquilo que devemos a fazer é focar-nos no presente, uma vez que esta é uma técnica que requer a nossa atenção. Ao não estarmos a pensar no passado e no futuro – quanto mais tempo vamos ficar acordados – estamos a focar a nossa atenção no presente e isso é essencial para nos ajudar a adormecer”.

6.Ter uma rotina de sono pode ajudar
Dorothy Bruck aconselha toda a gente a fazer uma auto-avaliação do número de horas que precisa de dormir de forma a ter energia durante o dia e estabelecer a hora que se deita diariamente. Pode parecer algo sem importância, mas a verdade é este pequeno truque pode ajudar a combater insónias. “Se só precisamos de sete horas e meia de sono, então só devemos estar durante esse período na cama.”

7. Não beba álcool nem café
Aquilo que ingerimos pode influenciar a forma como dormimos. O álcool ou a cafeína são dois exemplos de bebidas que podem levar à fragmentação do sono. “Limite a ingestão da cafeína apenas durante a manhã e em pequenas porções”, alerta.

Remédio caseiro para cabelo crescer mais rápido e forte

Um ótimo remédio caseiro para o cabelo crescer mais rápido e forte é massajar o couro cabeludo com o óleo de raiz de bardana, pois ele contém vitamina A que ao nutrir o couro cabeludo, ajuda o cabelo a crescer.

Outras opções para promover o crescimento do cabelo é a vitamina de batata-doce e banana, assim como o suco de cenoura, porque estes alimentos são ricos em vitamina A que ajuda o cabelo a crescer mais rápido, principalmente quando é ingerida.

Massagem com óleo de bardana para o cabelo crescer

A massagem com óleo de bardana é excelente para o cabelo crescer porque o óleo de raiz de bardana ajuda a nutrir o couro cabeludo devido ao seu teor em vitamina A.

Ingredientes

6 colheres de sopa de raiz de bardana
1 garrafa escura
100 ml de óleo de sésamo
Modo de preparo

Cortar a raiz de bardana em fatias muito finas, colocá-las dentro da garrafa escura com o óleo de sésamo e deixar ao sol durante 3 semanas, agitando diariamente. A seguir, coar a raiz e utilizar o óleo para massajar o couro cabeludo diariamente.

Em alternativa pode-se utilizar o óleo de bardana industrializado, que pode ser comprado em lojas de produtos naturais ou lojas que vendam produtos de estética.

Vitamina de batata-doce e banana para o cabelo crescer

A vitamina de batata-doce e banana é ótima para o cabelo crescer mais rápido porque a batata-doce é rica em vitamina A que ajuda a promover o crescimento do cabelo.

Ingredientes

1 xícara de banana
1 batata doce cozida
2 xícaras de leite de amêndoas
4 cubos de gelo
​Modo de preparo

Colocar os ingredientes no liquidificador e bater bem.

Sumo de cenoura para o cabelo crescer

O sumo de cenoura também é uma boa opção para o cabelo crescer porque a cenoura é rica em vitamina A, que promove o crescimento do cabelo.

Ingredientes

100 g de couve manteiga ou abacate
3 cenouras
1 copo de água
Modo de preparo

Colocar os ingredientes no liquidificador e bater bem.

6 Alimentos para prevenir o cancro da mama

Confira alguns alimentos que fortalecem a imunidade e evitam o aparecimento de células malignas no organismo:

1- Cenoura: De acordo com uma pesquisa feita pela Harvard School of Public Health, nos Estados Unidos, consumir duas porções do vegetal todos os dias reduz o risco de desenvolver câncer de mama em até 17%. Isso ocorre devido ao betacaroteno, que protege o DNA contra a oxidação e evita a formação de radicais livres.

2- Brócolos: Graças ao sulforano, presente no brócolos, substâncias que podem originar células cancerígenas são eliminadas do organismo. Outros vegetais, como a couve-flor e o repolho, também produzem esse efeito.

3- Romã: Cientistas afirmam que a romã proporciona o mesmo efeito de alguns medicamentos usados no controle do câncer de mama. Isso porque uma substância presente na polpa da fruta, chamada elagitanino, inibe a produção de estrógeno, hormônio que alimenta as células cancerosas.

4- Frutos Vermelhos: Framboesa e amora, por exemplo, contêm fitonutrientes anticancerígenos que retardam o crescimento de células pré-malignas e impedem a formação de novos vasos sanguíneos, que podem alimentar um tumor.

5- Uva: Estudos mostram que os flavonoides presentes na fruta podem retardar o crescimento de células malignas no organismo. Além disso, a uva possui o reverastrol, substância que impede a angiogênese, ou seja, o crescimento de novos vasos sanguíneos por onde o tumor se espalha.

6- Peixes marinhos: O ômega-3 – presente em animais de água salgada, como salmão e sardinha – atua desestruturando uma parte da membrana celular, o que impede o crescimento de tumores. Experimentalmente, ele é poderoso contra o câncer de mama.

7 Alimentos que aliviam a Gastrite

Se você sofre com azia, ardimento ou dores de estômago, fique alerta: os sintomas indicam uma possível inflamação da mucosa estomacal, mais conhecida como gastrite. A doença pode manifestar-se em duas formas, aguda ou crónica. A aguda é geralmente provocada pelo consumo abusivo de álcool ou de remédios, enquanto a crónica tem como causas principais a bactéria Helicobacter Pylori, o stress constante, o cigarro e o café.
A melhor forma de combater a gastrite é realizar mudanças na dieta, consumindo alimentos que funcionam como “bombeiros” para quem sofre desse mal. Confira abaixo alguns exemplos:

1 - Iogurte: importante devido à presença dos lactobacilos, que povoam o estômago com bactérias benéficas e ajudam na recuperação do tecido estomacal.
2 - Gelatina: aplaca a inflamação, dificultando a absorção dos carboidratos e das gorduras pelo estômago e intestino.
3 - Batata: também ajuda a aplacar o processo inflamatório.
4 - Pão integral: ajuda a controlar os níveis de ácido clorídrico, que contribui para desencadear a ardimento no estômago.
5 - Ovos: são fontes de zinco, que repara os danos na parede do estômago.
6 - Chá de hortelã ou alecrim: funcionam como calmantes digestivos, atuando na redução da acidez estomacal. O ideal é que sejam tomados 30 minutos antes das refeições.
7 - Suco de Aloe Vera: possui função cicatrizante e contribui na cura da ferida estomacal.

Como preparar chá preto para aftas

Tome nota da receita de chá preto para aftas.
Para preparar este chá irá necessitar unicamente de 200 ml de água e duas saquetas de chá preto.
Como preparar?
Tendo em conta toda a simplicidade deste remédio basta colocar a água numa caneca, seguidamente deverá adicionar os saquinhos de chá durante 1 a 2 minutos. Depois deve aplicar os saquinhos de chá anteriormente embevecidos em água sobre a afta durante 10 a 15 minutos. Como pode verificar este tratamento é bastante simples, porém para que este possa ser totalmente eficaz, deverá repetir este procedimento 3 vezes ao dia, até que as aftas desapareçam.
PUBLICIDADE

Os Mais Vistos da Semana

Seguir por Email

Visualizações