Pé chato - dúvidas mais comuns

O pé chato é uma condição que pode alterar o nosso equilibrio e causar problemas posturais. Conheça algumas das dúvidas mais frequentes.

O pé plano, ou mais vulgarmente conhecido por pé chato, é uma condição que afecta um em cada cinco pessoas, isto para os países desenvolvidos.

Das principais causas está o excesso de peso e o uso de calçado desajustado na infância.

O pé chato é uma deformação de um ou dos dois pé, e é caracterizado pela redução ou desaparecimento do arco natural da sola do pé.

Em consequência desta alteração, a carga exercida pelo peso corporal é redistribuído, dando a origem a problemas posturais.

No caso de sofrer desta condição, tanto o jogging, como as simples caminhadas, realizadas com calçado inapropriado, podem provocar hiperpronação do pé fazendo com que o eixo do tornozelo vire para dentro.

Um dos sinais visíveis é o desgaste mais rápido da parte externa da sola.

Como os níveis de deformação diferem de pé para pé, o desalinhamento dos tornozelos leva a alterações no nosso esqueleto, resultando em más posturas. Existe no entanto calçado adaptado que evita essas situações

Posso calçar sapato com sola rasa?

As pessoas que sofrem de pé chato não devem usar sapatos baixos de sola rasa, optando por calçado que garantam um suporte e apoio extra para o pé.

Os sapatos devem estar sempre bem apertados, para não deixar o pé à vontade, ‘oscilando” para os lados

Palmilhas ortopédicas são solução?

As palmilhas ortopédicas podem ser uma opção viável caso necessite de usar sapatos com sola rasa, garantindo um suporte adicional para o seu pé.

É importante não esquecer que a palmilha rouba sempre um pouco de espaço ao calçado, tornando o sapato mais estreito.

Posso correr com pé chato?

Sim pode. No entanto requer claramente o uso de calçado especial para a prática da corrida.

Além disso, deve ser um calçado que apoia o arco do pé sem, no entanto, criar amortização excessiva,

Existem alguns exercícios para resolver o pé chato?

Infelizmente, não há nenhum exercício especial capaz de resolver o problema do pé chato. Existem sim, exercícios que conseguem reduzir os sintomas da dor, caso as tenha, melhorando a resistência do pé, que é especialmente importante os corredores e para as pessoas que trabalham de pé.

Os exercícios para as pessoas com pé chato, pressupõem a combinação de caminhada e corrida com os pés descalços na areia, andar em ponta dos pés, caminhar na borda exterior e interior da planta (alternadamente), assim como o desenvolvimento da mobilidade dos dedos dos pés de várias formas.

Intervenção cirúrgica é uma solução?

As cirurgias tradicionais para corrigir o pé chato são bastante complexas e apenas recomendada em casos extremos.

No entanto, nos últimos anos, os Estados Unidos vão já realizando operações de última geração, que requerem apenas algumas semanas.

7 Dicas para fazer frente às insónias

Se dá consigo a acordar a meio da noite e a dar voltas na cama porque está com dificuldades em adormecer, temos a solução para si. O site The Glow conversou com a psicóloga Dorothy Bruck e reuniu sete dicas que o/a vão ajudar a dormir melhor.

1. Deixe as preocupações fora do quarto
Segundo a especialista, esta não é a altura ideal para começarmos a divagar sobre os nossos problemas e angústias pessoais, devendo contrariar, ao máximo, esses pensamentos durante as horas que estão reservadas para descansar. Devemos guardar algum tempo do nosso dia para nos debruçarmos sobre aquilo que nos preocupa. “Uma forma simples de fazer isto é pegar num pedaço de papel e fazer duas colunas, uma onde apontamos as nossas preocupações e outra onde escrevemos as possíveis soluções. Assim quando estiver deitado/a na cama durante a noite e essas preocupações começarem a surgir deve pensar ‘Bem, não é altura para pensar nelas’”, revela.

2. Imagine vários cenários

“Algumas pessoas gostam de planear as suas férias ou imaginar um dos seus sítios preferidos”, diz Bruck sobre uma das possíveis soluções. Outra dica passa por imaginar como seria voltar aos tempos da escola primária: visualizar como seria passar por essa experiência novamente pode ajudar a relaxar. “Isto faz com que o nosso sistema visual esteja a funcionar e distraia a nossa mente”,revela.

3. Respirar de forma calma

A respiração pode ser fundamental na recuperação da vontade de dormir. “Comece por respirar mais lentamente e faça 10 respirações. Ao contar cada uma delas, visualize os números na sua cabeça e atribua-lhes uma cor diferente. Desta forma estamos a usar o nosso sistema visual para imaginarmos uma cor, a abrandar a nossa respiração e simultaneamente a distrair a nossa mente ao contar até 10.” Devemos fazer várias repetições até ficarmos menos stressados e recuperarmos a vontade de dormir.

4. Relaxe os músculos
“Comece por contrair os músculos dos pés durante sete segundos e depois relaxe. Faça o mesmo para os membros superiores, como é o caso dos joelhos e braços.” Esta técnica de contração e relaxamento deve ser combinada com uma respiração mais lenta e controlada.

5. Não se fixe nas horas
O relógio pode ser nosso inimigo quando estamos com insónias ou dificuldades em voltar a adormecer. Segundo a especialista não devemos pensar se nos esquecemos de pôr o despertador ou há quanto tempo estamos acordados. “Aquilo que devemos a fazer é focar-nos no presente, uma vez que esta é uma técnica que requer a nossa atenção. Ao não estarmos a pensar no passado e no futuro – quanto mais tempo vamos ficar acordados – estamos a focar a nossa atenção no presente e isso é essencial para nos ajudar a adormecer”.

6.Ter uma rotina de sono pode ajudar
Dorothy Bruck aconselha toda a gente a fazer uma auto-avaliação do número de horas que precisa de dormir de forma a ter energia durante o dia e estabelecer a hora que se deita diariamente. Pode parecer algo sem importância, mas a verdade é este pequeno truque pode ajudar a combater insónias. “Se só precisamos de sete horas e meia de sono, então só devemos estar durante esse período na cama.”

7. Não beba álcool nem café
Aquilo que ingerimos pode influenciar a forma como dormimos. O álcool ou a cafeína são dois exemplos de bebidas que podem levar à fragmentação do sono. “Limite a ingestão da cafeína apenas durante a manhã e em pequenas porções”, alerta.

Remédio caseiro para cabelo crescer mais rápido e forte

Um ótimo remédio caseiro para o cabelo crescer mais rápido e forte é massajar o couro cabeludo com o óleo de raiz de bardana, pois ele contém vitamina A que ao nutrir o couro cabeludo, ajuda o cabelo a crescer.

Outras opções para promover o crescimento do cabelo é a vitamina de batata-doce e banana, assim como o suco de cenoura, porque estes alimentos são ricos em vitamina A que ajuda o cabelo a crescer mais rápido, principalmente quando é ingerida.

Massagem com óleo de bardana para o cabelo crescer

A massagem com óleo de bardana é excelente para o cabelo crescer porque o óleo de raiz de bardana ajuda a nutrir o couro cabeludo devido ao seu teor em vitamina A.

Ingredientes

6 colheres de sopa de raiz de bardana
1 garrafa escura
100 ml de óleo de sésamo
Modo de preparo

Cortar a raiz de bardana em fatias muito finas, colocá-las dentro da garrafa escura com o óleo de sésamo e deixar ao sol durante 3 semanas, agitando diariamente. A seguir, coar a raiz e utilizar o óleo para massajar o couro cabeludo diariamente.

Em alternativa pode-se utilizar o óleo de bardana industrializado, que pode ser comprado em lojas de produtos naturais ou lojas que vendam produtos de estética.

Vitamina de batata-doce e banana para o cabelo crescer

A vitamina de batata-doce e banana é ótima para o cabelo crescer mais rápido porque a batata-doce é rica em vitamina A que ajuda a promover o crescimento do cabelo.

Ingredientes

1 xícara de banana
1 batata doce cozida
2 xícaras de leite de amêndoas
4 cubos de gelo
​Modo de preparo

Colocar os ingredientes no liquidificador e bater bem.

Sumo de cenoura para o cabelo crescer

O sumo de cenoura também é uma boa opção para o cabelo crescer porque a cenoura é rica em vitamina A, que promove o crescimento do cabelo.

Ingredientes

100 g de couve manteiga ou abacate
3 cenouras
1 copo de água
Modo de preparo

Colocar os ingredientes no liquidificador e bater bem.

6 Alimentos para prevenir o cancro da mama

Confira alguns alimentos que fortalecem a imunidade e evitam o aparecimento de células malignas no organismo:

1- Cenoura: De acordo com uma pesquisa feita pela Harvard School of Public Health, nos Estados Unidos, consumir duas porções do vegetal todos os dias reduz o risco de desenvolver câncer de mama em até 17%. Isso ocorre devido ao betacaroteno, que protege o DNA contra a oxidação e evita a formação de radicais livres.

2- Brócolos: Graças ao sulforano, presente no brócolos, substâncias que podem originar células cancerígenas são eliminadas do organismo. Outros vegetais, como a couve-flor e o repolho, também produzem esse efeito.

3- Romã: Cientistas afirmam que a romã proporciona o mesmo efeito de alguns medicamentos usados no controle do câncer de mama. Isso porque uma substância presente na polpa da fruta, chamada elagitanino, inibe a produção de estrógeno, hormônio que alimenta as células cancerosas.

4- Frutos Vermelhos: Framboesa e amora, por exemplo, contêm fitonutrientes anticancerígenos que retardam o crescimento de células pré-malignas e impedem a formação de novos vasos sanguíneos, que podem alimentar um tumor.

5- Uva: Estudos mostram que os flavonoides presentes na fruta podem retardar o crescimento de células malignas no organismo. Além disso, a uva possui o reverastrol, substância que impede a angiogênese, ou seja, o crescimento de novos vasos sanguíneos por onde o tumor se espalha.

6- Peixes marinhos: O ômega-3 – presente em animais de água salgada, como salmão e sardinha – atua desestruturando uma parte da membrana celular, o que impede o crescimento de tumores. Experimentalmente, ele é poderoso contra o câncer de mama.

7 Alimentos que aliviam a Gastrite

Se você sofre com azia, ardimento ou dores de estômago, fique alerta: os sintomas indicam uma possível inflamação da mucosa estomacal, mais conhecida como gastrite. A doença pode manifestar-se em duas formas, aguda ou crónica. A aguda é geralmente provocada pelo consumo abusivo de álcool ou de remédios, enquanto a crónica tem como causas principais a bactéria Helicobacter Pylori, o stress constante, o cigarro e o café.
A melhor forma de combater a gastrite é realizar mudanças na dieta, consumindo alimentos que funcionam como “bombeiros” para quem sofre desse mal. Confira abaixo alguns exemplos:

1 - Iogurte: importante devido à presença dos lactobacilos, que povoam o estômago com bactérias benéficas e ajudam na recuperação do tecido estomacal.
2 - Gelatina: aplaca a inflamação, dificultando a absorção dos carboidratos e das gorduras pelo estômago e intestino.
3 - Batata: também ajuda a aplacar o processo inflamatório.
4 - Pão integral: ajuda a controlar os níveis de ácido clorídrico, que contribui para desencadear a ardimento no estômago.
5 - Ovos: são fontes de zinco, que repara os danos na parede do estômago.
6 - Chá de hortelã ou alecrim: funcionam como calmantes digestivos, atuando na redução da acidez estomacal. O ideal é que sejam tomados 30 minutos antes das refeições.
7 - Suco de Aloe Vera: possui função cicatrizante e contribui na cura da ferida estomacal.

Como preparar chá preto para aftas

Tome nota da receita de chá preto para aftas.
Para preparar este chá irá necessitar unicamente de 200 ml de água e duas saquetas de chá preto.
Como preparar?
Tendo em conta toda a simplicidade deste remédio basta colocar a água numa caneca, seguidamente deverá adicionar os saquinhos de chá durante 1 a 2 minutos. Depois deve aplicar os saquinhos de chá anteriormente embevecidos em água sobre a afta durante 10 a 15 minutos. Como pode verificar este tratamento é bastante simples, porém para que este possa ser totalmente eficaz, deverá repetir este procedimento 3 vezes ao dia, até que as aftas desapareçam.

Benefícios do Funcho

O funcho de nome científico Foeniculum vulgare é uma planta medicinal com uma papel bastante importante na cultura alimentar de vários países europeus, sobretudo na França e Itália.
O funcho é também conhecido por anis doce ou erva doce. É também muito apreciado desde a antiguidade por países como a China, Egipto e Ásia e isto tudo deve-se às suas importantes fontes medicinais a que está associado.

Benefícios, Propriedades Medicinais e Indicações Terapêuticas
O funcho é composto por bolbo, caule, flores e as suas sementes e está inteiramente relacionado com a cenoura, salsa, endro e coentro. Pode atingir cerca de dois metros de altura e o seu sabor aromático é único, sendo muitas vezes confundido com o anis.
O funcho apresenta uma textura crocante e estriada e é muito semelhante ao aipo. Trata-se de uma planta que tanto pode ser consumida crua como cozida.
É uma maravilhosa planta indicada para tratar espasmos gastrointestinais, flatulência e secreção nas vias respiratórias. Derivado das suas propriedades medicinais, funciona como um excelente anti-inflamatório, antiespasmódico, anti-reumático, antibiótico e expetorante.
O funcho apresenta muitos benefícios para a nossa saúde, dos quais se podem destacar os seguintes: rico em fibra, vitaminas, proteínas, gorduras, hidratos de carbono (carbohidratos), abre o apetite, estimula a digestão, aumenta o leite materno, combate diarreias, apresenta efeitos diuréticos (ajuda a emagrecer) e combate a tosse.
O seu consumo excessivo pode provocar o aborto espontâneo. Se cozer a raiz do funcho vai ajudar a eliminar líquidos e atua com um maravilhoso relaxante muscular. É também bastante utilizado o funcho para fortalecer os nervos, em casos de asma e inflamações nos olhos.
O funcho é rico em água, glúcidos, lípidos, proteínas, fibras, vitamina A, vitamina B, e vitamina C, cálcio, ferro, fósforo, potássio, cobre, sódio, e zinco, sendo que todos estes elementos assumem importância para o bom funcionamento do organismo e da saúde.

Chá Medicinal
Se optar por tomar chá de funcho, esmague uma colher de sementes para cada 250 ml de água fervida e deixe arrefecer durante dez minutos antes de tomar. Pode adicionar uma colher de mel se o seu problema está relacionado com as vias respiratórias ou sem adoçar se for caso de flatulência. Tome três a cinco chávenas de chá de funcho por dia.

O chá de funcho é responsável por aliviar enjoos, reduzir gazes, ajudar na digestão, prevenir a azia, apresenta efeitos laxantes e ajuda a aumentar o leite às mulheres que amamentam.

O chá de funcho é utilizado praticamente como um remédio caseiro e para além das propriedades digestivas a que está associado é também utilizado no combate à azia (Ler: Chá de Funcho para Azia). Deve consumir o chá o mais natural possível, para que o mesmo não contribua para agravar a situação e não anule os benefícios associados a este.

Aconselha-se mesmo com ausência de qualquer sintomas de azia que consuma este chá na mesma, porque ajuda a prevenir este problema e a prevenir outros relacionados com o sistema digestivo.
O funcho pode também ser utilizado em várias receitas para fins culinários, sobretudo para temperos de saladas, sopas, na preparação de pratos picantes, com molho de tomate e até mesmo para estufados.

Apresenta também alguns benefícios para perfumarias, uma vez que os óleos essenciais do funcho são utilizados para pastas dentífricas, champôs e sabonetes.

O chá preto trata as aftas

Disfrute dos poderes antioxidantes do chá preto para tratar aftas.

Como sabemos, as aftas são um problema que por vezes se torna bastante doloroso e incomodativo, sendo estas muitas das vezes desencadeadas derivado a:
- Ingestão de alimentos muito condimentados;
- Prática de uma alimentação desequilibrada;
- Aumento da produção de ácidos no estômago;
- Fatores genéticos;
- Falta de vitamina b, ferro e ácido fólico;


Porém para além destes agentes causadores, uma simples mordida na parte interna da bochecha ou na língua também poderá desencadear o seu aparecimento.
Como sabemos, hoje em dia existem números medicamentos que nos permitem atenuar e até mesmo eliminar as aftas. Contudo, como sabemos hoje em dia são cada vez mais as pessoas que procuram tratamentos à base de produtos naturais, deste modo queremos dar-lhe a conhecer um dos tratamentos mais naturais e eficazes. Com chá preto poderá dizer adeus às suas aftas.
Como fora referenciado anteriormente o chá preto pode ser um dos tratamentos naturais mais rápidos e eficazes no combate às aftas, isto porque o chá preto possui propriedades que aliviam a dor e promovem o processo de cicatrização.

Dicas para diminuir a dor de dentes

Hoje em dia, a prática de uma boa higiene oral é sem dúvida a solução para uma saúde oral de excelência, para isso basta dedicar-mos à nossa boca algum do nosso tempo diário. Essencialmente, uma boa higienização oral é constituída pelas seguintes etapas:

Lavar sempre os dentes no final de cada refeição;
Escovar os dentes por um período mínimo de 2 minutos;
Após a escovagem passar sempre o fio dentário;
Para uma melhor higienização, utilizar um pouco de elixir dentário em todas as lavagens;
Usar uma escova de cerdas macias;
Trocar a escova dentária de 2 em 2 meses;

Como sabemos, nem sempre conseguimos colocar em prática todos os cuidados que a nossa boca necessita para estar sempre saudável, isto que de certo modo contribui negativamente para o aparecimento de problemas orais. Dentro de inúmeros problemas orais que poderão ser desencadeados derivado à prática de uma má higienização oral, a dor de dentes é talvez um dos problemas mais comuns e incomodativos.

Como sabemos, existem inúmeros componentes que poderão desencadear a dor de dentes, logo ao deparar-se com este problema é fundamental que procure um dentista de modo a que o agente causador seja diagnosticado e posteriormente tratado.
Eis algumas dicas que o poderão ajudar a atenuar a dor de dentes:
- Utilizar fio dentário em todas as lavagens;
A utilização de fio dentário é muito importante, pois só assim conseguimos eliminar eficazmente todos os resíduos alimentares acumulados entre os dentes. Logo evitamos a propagação de bactérias, bem como o aparecimento de cáries, dores de dentes, entre outros problemas orais.

- Lave a boca com uma mistura de água e sal;
Este é talvez um dos tratamentos mais naturais e eficazes no combate à dor de dentes. Para fazer este remédio, basta adicionar uma colher de chá de sal a um copo de água morna, depois mecha muito bem o preparado e depois é só bochechar. A utilização deste remédio natural vai permitir que a inflamação dos tecidos e a dor diminua.

- Colocar gelo sobre a região afetada cerca de 3 a 4 vezes ao dia;

-Tomar uma aspirina de 6 em 6 horas, podendo em casos de dores mais intensas tomar de 4 em 4 horas;
Outro aspeto muito importante que deve ter em atenção é que nunca deve colocar directamente medicamentos sobre a zona afetada, isto porque este acto poderá desencaadear queimaduras de caracter químico.

Com estas simples dicas poderá diminuir eficazmente a dor de dentes, porém deve-se salientar que uma boa higienização oral diária e as idas regulares ao dentista, são a base de uma boa saúde oral.

Alimentos que soltam o intestino do bebé

Quando um bebé atinge os seis meses de vida, a mãe poderá começar a dar alguns alimentos sólidos, que normalmente são alimentos macios e pastosos, pelo fato de eles ainda não terem dentes. Existem alguns alimentos que soltam o intestino do bebé e são de grande importância e devem ser inclusos diariamente no cardápio de seu filho. Os alimentos que soltam o intestino do bebé são alimentos simples e fáceis de serem encontrados e possuem vários outros benefícios..
Sugestões de alimentos que soltam o intestino do bebé
As dicas de alimentos que soltam o intestino do bebé são bem variadas, sendo que os mais indicados são: ameixa preta, mamão, tangerina, banana nanica, abacate, tomate, melancia, agrião, iogurte, abacaxi, manga, kiwi, damasco, laranja, almeirão, brócolis, couve, lentilha, aveia, vagem, feijão, entre outros. Esses alimentos podem ser consumidos amassados ou até mesmo batidos, para que o bebé consuma com mais facilidade.

Opções de alimentos que soltam o intestino do bebé
Dentre as sugestões de alimentos que soltam o intestino do bebé, há também os alimentos que prendem o intestino do bebé. Sendo assim evite dar para seu filho: batata, macarrão, arroz, banana maçã, pêra, cará, maçã, maisena, cenoura, goiaba, inhame, mandioca, banana prata e caqui. É de extrema importância que o bebé cresça tendo uma alimentação saudável, rica em verduras, legumes e frutas.

Posts Mais Populares

PUBLICIDADE
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...